O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO VII 1011

aos sábios e aos prudentes, mais aptos, em aparência, a compreendê-las. É preciso entender, porém, pelos primeiros, os humildes que se humilham diante de Deus, e não se crêem superiores a todo o mundo; e, pelos segundos, os orgulhosos, envaidecidos de sua ciência mundana, que se crêem prudentes porque negam, tratando Deus de igual para igual quando não o negam; porque na antigüidade, prudente era sinônimo de sábio, por isso Deus lhes deixa a procura dos segredos da Terra, e revela os do céu aos mais simples e aos humildes, que se inclinam diante dele.

9. Ocorre o mesmo hoje com as grandes verdades reveladas pelo Espiritismo. Certos incrédulos se espantam de que os Espíritos façam tão poucos esforços para os convencer; é que estes últimos se ocupam daqueles que procuram a luz de boa-fé e com humildade, de preferência àqueles que crêem possuir toda a luz, e parecem pensar que Deus deveria estar muito feliz em conduzi-los para si, provando-lhes que existe.

O poder de Deus brilha nas pequenas como nas grandes coisas; ele não coloca a luz sob o alqueire, uma vez que a derrama com abundância por toda parte; cegos, pois, aqueles que não a vêem. Deus não quer lhes abrir os olhos à força, uma vez que lhes apraz tê-los fechados. Sua vez virá, mas é preciso primeiro que sintam as angústias das trevas e reconheçam Deus, e não o acaso, na mão que atinge seu orgulho. Ele emprega, para vencer a incredulidade, os meios que lhe convêm segundo os indivíduos; não cabe ao incrédulo prescrever-lhe o que deve fazer, e dizer-lhe: Se quereis me convencer, é preciso para isso escolher esta ou aquela maneira, tal momento antes que um outro, porque esse momento está na minha conveniência.

Que os incrédulos não se espantem, pois, se Deus, e os Espíritos que são os agentes da sua vontade, não se submetem às suas exigências. Que s e perguntem o que diriam se o último de seus servidores quisesse se impor a eles. Deus impõe suas condições e não se sujeita às deles; escuta com bondade aqueles que a ele se dirigem com humildade, e não àqueles que se crêem mais do que ele.

10. Deus, dir-se-á, não poderia atingi-los pessoalmente com sinais manifestos em presença dos quais o incrédu-lo mais endurecido deveria se inclinar? Sem dúvida, ele o po-