O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XIII 1088

senta uma privação para ti; se não deste esmola, fizeste a caridade e, o que há de melhor, fizeste a caridade naturalmente, sem pensar que te seria levada em conta; foste indulgente; não julgaste o teu semelhante, ao contrário, desculpaste todas as suas ações; passa à direita e vai receber a tua recompensa. (UM ESPÍRITO PROTETOR, Lião, 1861).

16. A mulher rica, feliz, que não tem necessidade de empregar seu tempo nos trabalhos do lar, não pode consagrar algumas horas em trabalhos úteis aos semelhantes? Que, com o supérfluo de suas alegrias, compre com o que cobrir o infeliz que treme de frio; que com suas mãos delicadas, confeccione grosseiras mas quentes roupas; que ajude a mãe a cobrir a criança que vai nascer; se seu filho, com isso, ficar com algumas rendas a menos, o do pobre terá mais calor. Trabalhar para os pobres é trabalhar na vinha do Senhor.

E tu, pobre operária, que não tens o supérfluo, mas que queres, no amor por teus irmãos, dar também um pouco do que possuis, dá algumas horas da tua jornada, do teu tempo, do teu único tesouro; faze desses trabalhos elegantes que tentam os felizes; vende o trabalho de tua vigília e poderás também, proporcionar aos teus irmãos a tua parte de alívio; terás talvez algumas fitas e menos, mas darás sapatos àquele que anda descalço.

E vós, mulheres devotadas a Deus, trabalhai também na sua obra, mas que os vossos trabalhos delicados e custosos não sejam feitos somente para ornar as vossas capelas, para atrair a atenção sobre vossa agilidade e vossa paciência; trabalhai, minhas filhas, e que o preço do vosso trabalho seja consagrado ao alívio de vossos irmãos em Deus; os pobres são os seus filhos bem-amados; trabalhar por eles é glorificá-lo. Sede-lhes a Providência que diz: Às aves do céu Deus dá o alimento. Que o ouro e o dinheiro que se tecem sob os vossos dedos se transformem em roupas e em alimentos para aqueles a quem eles faltam. Fazei isto, e o vosso trabalho será abençoado.

E todos vós que podeis produzir, dai; dai o vosso gênio, dai a vossa inspiração, dai o vosso coração, que Deus abençoará. Poetas, literatos, que não sois lidos senão pelas pessoas da sociedade, satisfazei seus lazeres, mas que o produto