O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. I - DOS ESPÍRITOS 110

sobre o espírito. Propensão ao mal. Ignorância, orgulho, egoísmo e todas as más paixões que lhes são conseqüências.

Têm a intuição de Deus, mas não o compreendem.

Não são todos essencialmente maus; em alguns há mais de irreflexão, de inconseqüência e de malícia, do que verdadeira maldade. Uns não fazem o bem, nem o mal, porém só pelo fato de não fazerem o bem, denotam a sua inferioridade. Outros, ao contrário, se comprazem no mal e ficam satisfeitos quando encontram oportunidade de fazê-lo. Eles podem aliar a maldade e a malícia à inteligência, mas qualquer que seja seu desenvolvimento intelectual, suas idéias são pouco elevadas e seus sentimentos mais ou menos inferiores.

Os seus conhecimentos sobre as coisas do mundo espírita são limitados e o pouco que sabem se confunde com as idéias e os preconceitos da vida corpórea. Não podem nos dar senão noções falsas e incompletas, porém, o observador atento encontra, freqüentemente, em suas comunicações, mesmo imperfeitas, a confirmação das grandes verdades ensinadas pelos Espíritos superiores.

O seu caráter se revela pela sua linguagem. Todo Espírito que, em suas comunicações, revela um mau pensamento, pode ser classificado na terceira ordem. Por conseguinte, todo mau pensamento que nos é sugerido, provém de um Espírito dessa ordem.

Vêem a felicidade dos bons e isso, para eles, é um tormento incessante, porque experimentam todas as angús-tias que a inveja e o ciúme podem produzir.

Conservam a lembrança e a percepção dos sofrimen-tos da vida corporal e essa  impressão, freqüentemente, é mais penosa que a realidade. Sofrem, pois, verdadeiramente, pelos males que suportaram e pelos que fizeram os outros suportarem e, como sofrem por longo tempo, crêem sofrer sempre: Deus, para os punir, quer que eles creiam assim.

Pode-se dividi-los em cinco classes principais.

102 - Décima classe - ESPÍRITOS IMPUROS. - São inclinados ao mal e fazem dele objeto de suas preocupações.

Como Espíritos, dão conselhos desleais, fomentam a discórdia, a desconfiança e se mascaram de todas as formas