O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XVIII 1144

8. Aquele, pois, que violar um desses menores mandamentos e que ensinar aos homens a violá-los, será considerado no reino dos céus como o último; mas aquele que os executar e ensinar, será grande no reino dos céus. (São Mateus, cap. V, v. 19).

9. Todos aqueles que proclamam a missão de Jesus, dizem: Senhor! Senhor! Mas de que serve chamá-lo Mestre ou Senhor se não lhe seguem os preceitos? São cristãos aqueles que o honram por atos exteriores de devoção e sacrificam, ao mesmo tempo, ao orgulho, ao egoísmo, à cupidez e a todas as suas paixões? São seus discípulos aqueles que passam dias em prece e não são com isso nem melhores, nem mais caridosos, nem mais indulgentes para com os seus semelhantes? Não, porque assim como os Fariseus, eles têm a prece sobre os lábios e não no coração. Com a forma eles podem se impor aos homens, mas não a Deus. Em vão dirão a Jesus: "Senhor, nós profetizamos, quer dizer, ensinamos em vosso nome; expulsamos os demônios em vosso nome; bebemos e comemos convosco"; ele lhes responderá: "Eu não sei quem sois; retirai-vos de mim, vós que cometeis iniqüidades, vós que desmentis as vossas palavras com as vossas ações, que caluniais o vosso próximo, que espoliais as viúvas e cometeis o adultério; retirai-vos de mim, vós cujo coração destila ódio e fel, vós que derramais o sangue dos vossos irmãos em meu nome, que fazeis correr as lágrimas em lugar de secá-las. Para vós haverá prantos e ranger de dentes, porque o reino de Deus é para aqueles que são dóceis, humildes e caridosos. Não espereis dobrar a justiça do Senhor pela multiplicidade das vossas palavras e das vossas genuflexões; o único caminho que vos está aberto para encontrar graça diante dele é a prática sincera da lei de amor e de caridade."

As palavras de Jesus são eternas, porque são a verdade. Elas são não somente a salvaguarda da vida celeste, mas a garantia da paz, da tranqüilidade e da estabilidade nas coisas da vida terrestre; por isso, todas as instituições humanas, políticas, sociais e religiosas que se apoiarem sobre as suas palavras, serão estáveis como a casa construída sobre a pedra; os homens as conservarão porque nelas encontrarão a sua felicidade; mas aqueles que as violarem, serão como a casa construída sobre a areia: o vento das revoluções e o rio do progresso as carregarão.