O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXI 1172

contradizem, tereis a medida do seu valor intrínseco procurando aquele que encontra mais eco e simpatia; seria ilógico, com efeito, admitir que uma doutrina que visse diminuir o número dos seus partidários fosse mais verdadeira que aquela que vê os seus aumentarem. Deus, querendo que a verdade chegue para todos, não a confina em um círculo restrito: fá-la surgir em diferentes pontos, a fim de que, por toda parte, a luz esteja ao lado das trevas.

Repeli impiedosamente todos esses Espíritos que se apresentam como conselheiros exclusivos, pregando a divisão e o isolamento. Eles são, quase sempre, Espíritos vaidosos e medíocres que tendem a se imporem aos homens fracos e crédulos, prodigalizando-lhes louvores exagerados, a fim de os fascinar e tê-los sob a sua dominação. São geralmente Espíritos ávidos de poder que, déspotas públicos ou privados durante a sua vida, querem ainda vítimas para tiranizar após a sua morte. Em geral desconfiai de comunicações que trazem um caráter de misticismo e de estranheza, ou que prescrevem cerimônias e atos bizarros; então há sempre um motivo legítimo de suspeição.

De outro lado, crede bem que quando uma verdade deve ser revelada à Humanidade, ela é, por assim dizer, instantaneamente comunicada em todos os grupos sérios que possuem médiuns sérios, e não a estes ou aqueles, com exclusão dos outros. Ninguém é médium perfeito, se está obsediado, e há obsessão manifesta quando um médium não é apto senão para receber as comunicações de um Espírito especial, por mais elevado, que ele mesmo procure se colocar. Em conseqüência, todo médium, todo grupo que se crêem privilegiados por comunicações que só eles podem receber e que, de outra parte, estão sujeitos a práticas que acentuam a superstição, estão indubitavelmente sob a ação de uma obsessão bem caracterizada, sobretudo quando o Espírito dominador se vangloria de um nome que todos, Espíritos e encarnados, devemos honrar e respeitar, e não deixar comprometer a toda hora.

É incontestável que, submetendo ao cadinho da razão e da lógica todos os dados e todas as comunicações dos Espíritos, será fácil repelir a absurdidade e o erro. Um médium pode ser fascinado, um grupo enganado; mas o controle severo dos outros grupos, o conhecimento adquirido, a alta autoridade moral dos chefes de grupo, as comunicações dos prin-