O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXI 1174

significativo do que estas palavras: "Eu não enviei esses profetas e eles correram por si mesmos; eu não lhes falei e eles profetizaram?" Mais adiante, diz: "Eu ouvi esses profetas que profetizam a mentira em meu nome dizendo: Sonhei, sonhei"; ele indicava assim um dos meios empregados para explorar a confiança que tinham neles. A multidão, sempre crédula, não pensava em contestar a veracidade dos seus sonhos ou das suas visões; achava isso muito natural e convidava sempre esses profetas a falarem.

Após as palavras do profeta, escutai os sábios conselhos do apóstolo São João quando disse: "Não acrediteis em todos os Espíritos, mas experimentai se os Espíritos são de Deus", porque entre os invisíveis há também os que se comprazem no logro quando encontram ocasião. Esses enganados, são, bem entendido, os médiuns que não tomam bastante precaução. Aí está, sem contradita, um dos maiores escolhos, contra o qual muitos vêm bater, sobretudo quando são novatos no Espiritismo. É para eles uma prova da qual não podem triunfar senão por uma grande prudência. Aprendei, pois, antes de todas as coisas, a distinguir os bons e os maus Espíritos, para não vos tornardes, vós mesmos, falsos profetas. (LUOZ, Espírito protetor, Carlsruhe, 1861).