O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXV 1203

netrou; e se Jesus retornasse hoje, não poderia mais dizer aos seus apóstolos: Ponde-vos a caminho sem provisões.

Ao lado do sentido próprio, essas palavras têm um sentido moral muito profundo. Jesus ensinava assim aos seus discípulos a se confiarem à Providência; depois, estes nada tendo, não poderiam tentar a cupidez daqueles que os recebessem; era um meio de distinguir os caridosos dos egoístas; por isso, lhes disse: "Informai-vos de quem é digno de vos alojar"; quer dizer, quem é bastante humano para abrigar o viajante que não tem com que pagar, porque estes são dignos de ouvirem a vossa palavra; pela sua caridade, vós os reconhecereis.

Quanto àqueles que não quisessem nem recebê-los, nem escutá-los, disse aos seus apóstolos para os maldizerem, se imporem a eles, usar de violência e de constrangimento para os converter? Não; mas para irem pura e simplesmente para outro lugar, e procurar as pessoas de boa vontade.

Assim diz hoje o Espiritismo aos seus adeptos. Não violenteis nenhuma consciência; não forceis ninguém a deixar sua crença para adotar a vossa; não lanceis anátema sobre aqueles que não pensam como vós; acolhei aqueles que vêm a vós e deixai em paz os que vos repelem. Lembrai-vos das palavras do Cristo; outrora o céu se tomava pela violência, hoje pela brandura. (Cap. IV, nºs 10, 11).