O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXVIII 1251

homem tem de crer no que lhe convém, e adorar a Deus como o entende. Constrangê-lo a atos exteriores semelhantes aos nossos, é mostrar que se prende mais à forma do que ao fundo, às aparências mais do que à convicção. A abjuração forçada, jamais deu a fé: ela não pode fazer senão hipócritas; é um abuso da força material que não prova a verdade; a verdade está segura de si mesma; convence e não persegue, porque disso não tem necessidade.

O Espiritismo é uma opinião, uma crença; fosse mesmo uma religião, por que não se teria a liberdade de se dizer espírita como se tem a de se dizer católico, judeu ou protestante, partidário desta ou daquela doutrina filosófica, deste ou daquele sistema econômico? Essa crença é falsa ou é verdadeira; se é falsa, cairá por si mesma, porque o erro não pode prevalecer contra a verdade, quando a luz se faz nas inteligências; se é verdadeira, a perseguição não a tornará falsa.

A perseguição é o batismo de toda idéia nova, grande e justa; ela cresce com a grandeza e a importância da idéia. A animosidade e a cólera dos inimigos da idéia está em razão do medo que ela lhes inspira. Foi por essa razão que o Cristianismo foi perseguido outrora e o Espiritismo o é hoje, com a diferença, todavia, de que o Cristianismo o foi pelos Pagãos, ao passo que o Espiritismo o é pelos Cristãos. O tempo das perseguições sangrentas passou, é verdade, mas, se não se mata mais o corpo, tortura-se a alma; é atacada até em seus sentimentos mais íntimos, em suas afeições mais caras; dividem-se as famílias, excita-se a mãe contra a filha, a mulher contra o marido; ataca-se mesmo o corpo em suas necessidades materiais, tirando-lhes seu ganha-pão para tomá-lo pela fome. (Cap. XXIII, nºs 9 e seguintes).

Espíritas, não vos aflijais com os golpes que vos dão, porque eles provam que estais na verdade; não fora isso, vos deixariam tranqüilos, e não vos feririam. É uma prova para a vossa fé, porque será pela vossa coragem, pela vossa resignação, pela vossa perseverança, que Deus vos reconhecerá entre seus fiéis servidores, dos quais faz hoje a enumeração para dar a cada um a parte que lhe toca, segundo as suas obras.

A exemplo dos primeiros Cristãos, sede, pois, orgulhosos em carregar a vossa cruz. Crede na palavra do Cristo, que