O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXVIII 1252

disse: "Bem-aventurados aqueles que sofrem perseguição pela justiça, porque é deles o reino dos céus. Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma." Ele disse também: "Amai os vossos inimigos, fazei o bem àqueles que vos fazem mal, e orai por aqueles que vos perseguem". Mostrai que sois seus verdadeiros discípulos e que a vossa doutrina é boa em fazendo o que ele disse e o que ele mesmo fez.

A perseguição não terá senão uma época; esperai, pois, pacientemente o levantar da aurora, porque já a estrela da manhã se mostra no horizonte. (Cap. XXIV, nºs 13 e seguintes).

52. PRECE. Senhor, vós nos dissestes, pela boca de Jesus, o vosso Messias: "Bem-aventurados aqueles que sofrem perseguição pela justiça; perdoai aos vossos inimigos; orai por aqueles que vos perseguem"; e ele mesmo nos mostrou o caminho, orando por seus algozes.

A seu exemplo, meu Deus, imploramos a vossa misericórdia para aqueles que desconhecem os vossos divinos preceitos, os únicos que podem assegurar a paz neste mundo e no outro. Como Cristo, nós vos dizemos: "Perdoai-lhes, meu Pai, porque eles não sabem o que fazem."

Dai-nos a força de suportar, com paciência e resignação, como provas para a nossa fé e a nossa humildade, suas zombarias, suas injúrias, suas calúnias e suas perseguições; desviai-nos de todo pensamento de represálias, porque a hora da vossa justiça soará para todos, e nós a esperamos, submetendo-nos à vossa santa vontade.

POR UMA CRIANÇA QUE ACABA DE NASCER

53. PREFÁCIO. Os Espíritos não chegam à perfeição senão depois de terem passado pelas provas da vida corporal; os que são errantes esperam que Deus lhes permita retomar uma existência que deve fornecer-lhes um meio de adiantamento, seja pela expiação de suas faltas passadas por meio das vicissitudes às quais são submetidos, seja cumprindo uma missão útil à Humanidade. Seu adiantamento e sua felicidade futura serão proporcionais à maneira pela qual terão empregado o tempo que devem passar na Terra. O encargo de guiar seus primeiros passos, e de os dirigir para o bem, está confiado aos seus pais, que respon-