O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO XXVIII 1254

enfim, apreciar toda a extensão de teu amor, que nos experimenta para nos purificar.

Senhor, lança um olhar paternal sobre a família à qual confiaste esta alma; possa ela compreender a importância da sua missão, e fazer germinar nesta criança as boas sementes, até o dia em que poderá, por suas próprias aspirações, elevar-se sozinha para ti.

Digna-te, meu Deus, atender esta humilde prece em nome e pelos méritos d’Aquele que disse: "Deixai vir a mim as criancinhas, porque o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham."

POR UM AGONIZANTE

57. PREFÁCIO. A agonia é o prelúdio da separação da alma e do corpo; pode-se dizer que, nesse momento, o homem não tem mais que um pé neste mundo, e que já tem um no outro. Essa passagem é algumas vezes penosa para aqueles que se prendem à matéria e viveram mais para os bens deste mundo do que para os do outro, ou cuja consciência está agitada pelos desgostos e pelos remorsos; para aqueles, ao contrário, cujos pensamentos estão elevados ao Infinito, e estão desprendidos da matéria, os laços são menos difíceis de romper, e os últimos momentos não têm nada de doloroso; a alma, então, não se prende ao corpo senão por um fio, enquanto que, na outra posição, a ele se prende por profundas raízes; em todos os casos, a prece exerce uma ação poderosa sobre o trabalho da separação. (Ver adiante: Preces pelos doentes. O Céu e o Inferno, 2ª parte, cap. I, A passagem).

58. PRECE. Deus poderoso e misericordioso, eis uma alma que deixa o seu envoltório terrestre para retornar ao mundo dos Espíritos, a sua verdadeira pátria; possa nele entrar em paz, e a vossa misericórdia se estender sobre ela.

Bons Espíritos, que a acompanhastes na Terra, não a abandoneis nesse momento supremo; dai-lhe a força de suportar os últimos sofrimentos que deve experimentar neste mundo para o seu adiantamento futuro; inspirai-a para que ela consagre ao arrependimento das suas faltas os últimos clarões de inteligência que lhe restam, ou que possam momentaneamente lhe retornar.