O CÉU E O INFERNO - PRIMEIRA PARTE - DOUTRINA - CAPÍTULO III - O CÉU 1304

entra, por um tempo mais ou menos longo,no mundo espiritual, onde ele é feliz ou infeliz, segundo o bem ou o mal que tenha feito. O estado espiritual é o estado normal do Espírito, uma vez que esse deve ser seu estado definitivo, e o corpo espiritual não

morre; o estado corporal não é senão transitório e passageiro. É no estado espiritual, sobretudo, que recolhe os frutos do progresso realizado pelo seu trabalho na encarnação; é, então, também, que se prepara para novas lutas e toma as resoluções que procurará pôr em prática no seu retorno à humanidade.

O Espírito progride igualmente na erraticidade; ali haure conhecimentos especiais que não poderia adquirir sobre a Terra; suas idéias se modificam. O estado corporal e o estado espiritual são, para ele, a fonte de dois gêneros de progresso, solidários um com o outro; por isso, passa, alternativamente, por esses dois modos de existência.

11. – A reencarnação pode ocorrer na Terra ou em outros mundos. Entre os mundos, há os mais avançados, uns do que os outros, onde a existência se cumpre em condições menos penosas do que na Terra, física e moralmente, mas onde não são admitidos senão Espíritos chegados a um grau de perfeição em relação ao estado desses mundos. A vida, nos mundos superiores, já é uma recompensa, porque aí se está preservado dos males e das vicissitudes das quais se é alvo neste mundo. Os corpos, menos materiais, quase fluídicos, não estão sujeitos nem às doenças, nem às enfermidades, nem às mesmas necessidades. Os maus Espíritos, estando deles excluídos, os homens neles vivem em paz, sem outro cuidado que o do seu adiantamento pelo trabalho da inteligência. Neles reina a verdadeira fraternidade, porque não há egoísmo; a verdadeira igualdade, porque não há orgulho; a verdadeira liberdade, porque não há desordem a reprimir, nem ambiciosos procurando oprimir o fraco. Comparados à Terra, esses mundos são verdadeiros paraísos; são as etapas do caminho do progresso que conduz ao estado definitivo. Sendo a Terra um mundo inferior, destinado à depuração de Espíritos imperfeitos, essa é a razão pela qual o mal nela domina, até que praza a Deus dela fazer a morada de Espíritos mais avançados. É assim que o  Espírito, progredindo gradualmente à medida que se desenvolve, chega ao apogeu da felicidade; mas, antes de