O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. III - RETORNO DA VIDA CORPÓREA À VIDA ESPIRITUAL 132

em certos indivíduos, é algumas vezes muito penosa porque o Espírito pode experimentar o horror da decomposição. Este caso é excepcional e particular a certos gêneros de vida e a certos gêneros de morte; ele se apresenta entre alguns suicidas.

156 - A separação definitiva da alma e do corpo pode ocorrer antes de cessação completa da vida orgânica?

- Algumas vezes, na agonia, a alma já deixou o corpo e não há mais que a vida orgânica. O homem não tem mais consciência de si mesmo e, entretanto, lhe resta ainda um sopro de vida. O corpo é uma máquina que o coração movimenta; existe enquanto o coração faz circular o sangue nas veias; e para isso não necessita da alma.

157 - No momento da morte, a alma tem, algumas vezes, uma inspiração ou êxtase que lhe faça entrever o mundo em que vai entrar?

- Freqüentemente, a alma sente se desatarem os laços que a ligam ao corpo; ela faz então todos os seus esforços para os romper inteiramente. Já em parte desligada da matéria, vê o futuro se desenrolar diante dela e alegra-se, por antecipação, da situação de Espírito.

158 - O exemplo da lagarta que primeiro rasteja sobre a terra, depois se encerra em sua crisálida sob uma morte aparente, para renascer numa existência brilhante, pode nos dar uma idéia da vida terrestre, depois do túmulo e, finalmente, de nossa nova existência?

- Uma idéia restrita; a imagem é boa, mas é necessário não tomá-la ao pé da letra, como sempre o fazem

159 - Que sensação experimenta a alma no momento em que se reconhece no mundo dos Espíritos?

- Depende. Se fizeste o mal com o desejo de fazê-lo, no primeiro momento, envergonhar-te-ás de tê-lo feito. Para o justo é bem diferente; ele se sente como aliviado de um grande peso, pois não teme nenhum olhar perquiridor.

160 - O Espírito reencontra imediatamente aqueles que ele conheceu sobre a Terra e que morreram antes dele?

- Sim, segundo a afeição que lhes tinha e a que tinham por ele. Freqüentemente, eles o vêm receber em sua volta ao mundo dos Espíritos, e ajudam a libertá-lo das faixas da matéria; reencontra, também,  a  muitos  que  havia perdido