O CÉU E O INFERNO - PRIMEIRA PARTE - DOUTRINA - CAPÍTULO VIII - OS ANJOS 1376

etapas que nós, Espíritos mais recentes, percorremos neste momento, e que alcançaram o objetivo antes mesmo que tivéssemos saído das mãos do Criador. De toda a eternidade houve, pois, anjos ou Espíritos puros; mas a sua existência humanitária, se perdendo no infinito do passado, é, para nós, como se tivessem sempre sido anjos.

15. – Assim se acha realizada a grande lei da unidade da Criação; Deus jamais esteve inativo; teve sempre Espíritos, experimentados e esclarecidos, para a transmissão das suas ordens e para a direção de todas as partes do Universo, desde o governo dos mundos até os mais ínfimos detalhes. Não teve, pois, necessidade de criar seres privilegiados, isentos de obrigações; todos antigos ou novos, conquistaram seus graus na luta e pelos próprios méritos; todos, enfim, são os filhos das suas obras. Assim se cumpre, igualmente, a soberana justiça de Deus.