O CÉU E O INFERNO - SEGUNDA PARTE - EXEMPLOS - CAPÍTULO II 1441

Espírito: não vos enganeis com isso. Eu muito aprendi, e vos posso dizê-

lo, minha inteligência, pronta para se apropriar desses vastos e diversos estudos, guardara de minha última encarnação o amor do maravilhoso e do composto haurido nas imaginações populares.

Estou ainda pouco ocupado com questões puramente intelectuais no sentido em que as tomais. Como o poderia, des-lumbrado, arrebatado como estou pelo maravilhoso espetá-culo que me cerca? Só o laço do Espiritismo, mais poderoso do que podeis concebê-lo, pode atrair o meu ser para essa Terra que abandono, não com alegria, isso seria uma impiedade, mas com o profundo reconhecimento da libertação.

Quando da subscrição, aberta pela Sociedade, em proveito dos trabalhadores de Lyon, em fevereiro de 1862, um membro en-tregou 50 francos, dos quais 25 em seu próprio nome, e 25 em nome do senhor Jobard. Este último deu, a esse respeito, a co-municacão seguinte:

 

Estou lisonjeado e reconhecido por não ter sido esque-cido entre os meus irmãos espíritas. Obrigado ao coração ge-neroso que vos entregou a oferenda, que vos teria dado se ainda habitasse o vosso mundo. Naquele que habito agora, não se tem necessidade de dinheiro; ele, portanto, foi-me ne-cessário tirar da bolsa da amizade para dar provas materiais de que estava tocado pelo infortúnio dos meus irmãos de Lyon. Bravos trabalhadores, que ardentemente cultivais a vi-nha do Senhor, o quanto deveis crer que a caridade não é uma vã palavra, uma vez que, pequenos e grandes, mostrastes simpatia e fraternidade. Estais no grande caminho humanitá-rio do progresso; possa Deus nele vos manter, e possais ser mais felizes; os Espíritos amigos vos sustentarão e triunfareis!

Começo a viver espiritualmente, mais pacífico e menos perturbado pelas evocações através de campos que influíam sobre mim. A moda reina mesmo sobre os Espíritos; quando a moda Jobard der lugar a uma outra, e eu entrar no nada do esquecimento humano, convidarei então os meus amigos sérios, e entendo por aqueles cuja inteligência não esquece, convida-los-ei para evocar-me; então aprofundaremos as questões tratadas muito superficialmente, e o vosso Jobard, completamente transfigurado, poderá vos ser útil, o que deseja de todo o seu coração.

JOBARD.