O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. IV - PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS 145

PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS

- Sim, sem dúvida, pode abreviar a extensão e as dificuldades do caminho. Só o negligente se encontra sempre na mesma situação.

193- Um homem, em suas novas existências, pode descer mais baixo que na atual?

- Como posição social, sim; como Espírito, não.

194 - A alma de um homem de bem pode, numa nova encarnação, animar o corpo de um homem perverso?

- Não, visto que ela não pode degenerar.

- A alma de um homem perverso pode vir a ser a de um homem de bem?

- Sim, se se arrependeu e isso, então, é uma recompensa.

A marcha dos Espíritos é progressiva, jamais retrógrada. Eles se elevam gradualmente na hierarquia e não descem da categoria que já alcançaram. Nas suas diferentes existências corporais, podem descer como homens mas não como Espíritos. Assim, a alma de um potentado da Terra pode, mais tarde, animar o mais modesto artesão e vice-versa, porque as posições entre os homens, freqüentemente, estão na razão inversa da elevação dos sentimentos morais. Herodes era rei, Jesus, carpinteiro.

195 - A possibilidade de melhorar-se numa outra existência, não pode conduzir certas pessoas a perseverarem no mau caminho com a idéia de que poderão sempre corrigir-se mais tarde?

- Aquele que pensa assim não crê em nada e a idéia de um castigo eterno não o deteria mais, porque a sua razão a repele e essa idéia conduz à incredulidade sobre todas as coisas. Se se houvesse empregado apenas meios racionais para conduzir os homens, não haveria tantos céticos. Um espírito imperfeito pode, com efeito, pensar durante sua existência corporal como dizes, mas, uma vez desligado da matéria, ele pensará de outra forma, pois perceberá que fez cálculo errado, e é então, que trás um sentimento contrário em uma nova existência. É assim que se realiza o progresso e é por essa razão que, na Terra, existem homens uns mais adiantados do que outros. Alguns já têm experiências que outros não conhecem ainda, mas que adquirirão pouco a pouco. Depende de cada um apressar seu progresso ou atrasar-se indefinidamente.

O homem que ocupa uma posição má deseja trocá-la o mais depressa possível. Aquele que está convencido de que as tribulações