O CÉU E O INFERNO - SEGUNDA PARTE - EXEMPLOS - CAPÍTULO III 1498

família? – R. Elas eram o reflexo do que vira e ouvira; os bons Espíritos inspiravam a minha voz e animavam o meu rosto.

10. Que impressão credes que a vossa revelação fez sobre os assistentes e sobre os vossos filhos em particular? – R. Impressionante, profunda; a morte não é mentirosa; os filhos, por ingratos que possam ser, se inclinam diante da encarnação que termina. Se se pudesse esquadrinhar o coração dos filhos, junto de uma tumba entreaberta, não se sentiria bater senão sentimentos verdadeiros, tocados profundamente pela mão secreta dos Espíritos que dizem a todos os pensamentos: Tremei se estais na dúvida; a morte é a reparação, a justiça de Deus, e vos asseguro, apesar dos incrédulos, meus amigos e minha família creram nas palavras que a minha voz pronunciou antes de morrer. Eu era intérprete de um outro mundo.

11. Dissestes que não gozais da felicidade que vislumbrastes; é que sois infeliz? – R. Não, uma vez que acreditava antes de morrer, e isso em minha alma e consciência. A dor constrange nesse mundo, mas reabilita para o futuro espírita. Notai que Deus soube dar-me conta de minhas preces e de minha crença absoluta nele; estou na rota da perfeição, e chegarei ao objetivo que me foi permitido entrever. Orai, meus amigos, por esse mundo invisível que preside aos vossos destinos; essa permuta fraternal é a caridade; é uma alavanca poderosa que põe em comunicação os Espíritos de todos os mundos.

12. Gostaríeis de dirigir algumas palavras à vossa mulher e aos vossos filhos?

R. Peço a todos os meus crerem em Deus poderoso, justo, imutável; na prece que consola e alivia; na caridade que é o ato mais puro da encarnação humana; que se lembrem que se pode dar pouco: o óbolo do pobre é o mais meritório diante de Deus, que sabe que um pobre dá muito em dando pouco; é necessário que o rico dê muito, e freqüentemente, para merecer tanto quanto ele.

O futuro é a caridade, a benevolência em todas as ações; é acreditar que todos os Espíritos são irmãos, não se prevalecendo jamais de todas as pueris vaidades.

Família bem-amada, terás duras provas; mas aprende a suportá-las corajosamente, pensando que Deus vos vê.