O CÉU E O INFERNO - SEGUNDA PARTE - EXEMPLOS - CAPÍTULO IV 1514

ele descreve o orgulho e lhe deplora as conseqüências, incontestavelmente, é um progresso; porque seguramente, quando vivo, nem pouco depois de sua morte, não raciocinara assim. Ele compreende o mal, e isso já é alguma coisa; a coragem e a vontade de evitá-lo, lhe virão em seguida.

6. Deus é muito bom para condenar as suas criaturas a penas eternas; esperai em sua misericórdia. – R. Ela pode ter um fim; diz-se, mas onde? Eu o procuro há muito tempo e não vejo senão sofrimento sempre! Sempre! Sempre!

7. Como viestes aqui hoje? – R. Um Espírito que me segue com freqüência, para cá me conduziu. – Desde quando vedes esse Espírito? – R. Não faz muito tempo. – E desde quando vos dais conta das faltas que cometestes? – R. (Depois de uma longa reflexão) Sim, tens razão; foi então que eu o vi.

8. Não compreendeis agora a relação que existe entre o vosso arrependimento e a ajuda invisível que vos presta o vosso Espírito protetor? Vede como origem desse apoio o amor de Deus, e como objetivo o seu perdão e a sua misericórdia infinita. – R. Oh! Como o gostaria! – Creio poder vo-lo prometer no nome sagrado daquele que jamais foi surdo à voz dos seus filhos em aflição. Chamai-o do fundo do vosso arrependimento, ele vos ouvirá. – R. Eu não posso; tenho medo.

9. Peçamos juntos, ele nos ouvirá. (Depois da prece.) Estais ainda aí? – R. Sim, obrigada! Não me esqueça.

10. Vinde aqui vos inscrever todos os dias. – R. Sim, sim, retornarei sempre.

O guia do médium. – Não esqueças jamais os ensinamentos que haures nos sofrimentos dos teus protegidos, e sobretudo nas causas desse sofrimento; que elas vos sirvam, a todos, de ensinamento para vos preservar dos mesmos perigos e dos mesmos castigos. Purificai os vossos corações, sede humildes, amai-vos, ajudai-vos, e que o vosso coração reconheçido não esqueça jamais a fonte de todas as graças, fonte inesgotável onde cada um de vós pode haurir com abundância; fonte de água viva que sacia a sede e nutre ao mesmo tempo; fonte de vida e de felicidade eternas. Ide a ela, meus bem-amados, bebei nela com fé; lançai-lhe as vossas redes e elas sairão dessas ondas, carregadas de bênçãos;