O CÉU E O INFERNO - SEGUNDA PARTE - EXEMPLOS - CAPÍTULO VIII 1614

peito. Creio também inútil te dar parte de minha existência precedente. A posição em que me conheceste sobre esta Terra, deve  fazer te  compreender  e  apreciar as minhas outras existências, que nem sempre foram sem censuras. Votada a uma vida de miséria, fraca e não podendo trabalhar, mendiguei toda a minha vida. Eu nada entesourei; sobre os meus velhos dias, as minhas economias se limitavam a centena de francos, que reservava para quando as minhas pernas não pudessem mais me carregar. Deus julgou a minha prova e a minha expiação suficientes, e lhes pôs um termo livrando-me sem sofrimentos da vida terrestre, porque não me suicidei como se acreditou de início. Morri subitamente sobre a borda da lagoa, no momento em que dirigia uma última prece a Deus; a inclinação do terreno foi a causa da presença do meu corpo na água.

Não sofri; estou feliz por poder cumprir a minha missão sem entraves e com resignação. Tornei-me útil, na medida das minhas forças e de meus meios, e evitei de fazer o mal ao meu próximo. Hoje, disso recebo a recompensa, e rendo graças a Deus, nosso divino Senhor, que abranda a amargura das provas em nos fazendo esquecer, durante a vida, as nossas antigas existências, e põe sobre o nosso caminho almas caridosas, para nos ajudarem a suportar o fardo das nossas faltas passadas.

Persevera também, tu e, como eu, por isto serás recompensado. Agradeço-te por tuas boas preces e pelo serviço que me prestaste; não o esquecerei nunca. Um dia nos reveremos, e muitas coisas ser-te-ão explicadas; no momento, isso seria supérfluo. Fica sabendo somente que te sou toda devotada, e que estarei sempre perto de ti, quando tiveres necessidade de mim para aliviar aquele que sofre.

A pobre velha, JULIENNE-MARIE.

O Espírito de Julienne-Marie, tendo sido evocado na Sociedade de Paris, em 10 de junho de 1864, ditou a seguinte comunicação.

"Obrigada por consentirdes admitir-me em vosso meio, caro presidente; sentistes bem que as minhas existências anteriores eram mais elevadas como posição social; se retornei para sofrer esta prova da pobreza, foi para punir-me de um orgulho vão que me fez repelir o que era pobre e miserável.