A GÊNESE - CAPÍTULO PRIMEIRO 1685

despótica; não admite discussão e se impõe ao povo pela força. A de Jesus, essencialmente conselheira; é livremente aceita e não se impõe senão pela persuasão; foi controvertida mesmo durante a vida do seu fundador, que não desdenhava discutir com os seus adversários.

50. – A terceira revelação veio numa época de emancipação e de maturidade intelectual, onde a inteligência desenvolvida não pode reduzir-se a um papel passivo, onde o homem não aceita nada cegamente, mas quer ver onde é conduzido, saber o por quê e o como de cada coisa, devia ser, ao mesmo tempo, o produto de um ensinamento e o fruto do trabalho de pesquisa e do livre exame. Os Espíritos não ensinam senão o exatamente necessário para colocar sobre o caminho da verdade, mas abstêm-se de revelarem o que o homem pode encontrar por si mesmo, deixando-lhe o cuidado de discutir, de controlar e de tudo submeter ao cadinho da razão, deixando-o mesmo, freqüentemente, adquirir experiência às suas custas. Dão-lhe o princípio, os materiais; cabe-lhe tirar deles proveito e pô-los em prática (nº 15).

51. – Tendo os elementos da revelação espírita sido dados simultaneamente, em muitos pontos, a homens de todas as condições sociais e dos diversos graus de instrução, é evidente que as observações não poderiam ser feitas, por toda parte, com o mesmo proveito; que as conseqüências a tirar delas, as deduções das leis que regem essa ordem de fenômenos, em uma palavra, a conclusão que devia estabelecer as idéias, não poderia sair senão do conjunto e da correlação dos fatos. Ora, cada centro isolado, circunscrito em círculo restrito, não vendo, o mais freqüentemente, senão uma ordem particular de fatos, algumas vezes contraditórios na aparência, não tendo, geralmente, se ocupado senão com uma categoria de Espíritos, e, além do mais, achando-se na impossibilidade material de abraçar o conjunto, é, por isso mesmo, impotente para unir as observações isoladas a um princípio comum. Cada um apreciando os fatos sob o ponto de vista dos seus conhecimentos e de suas crenças anteriores, ou da opinião particular dos Espíritos que se manifestam, teriam surgido, em breve, tantas teorias e sistemas quantos fossem os centros, todos incompletos por falta de elementos de comparação e de controle. Em uma palavra,