A GÊNESE - CAPÍTULO QUARTO 1725

dia, um elemento importante sem o qual a obra não poderia estar, jamais, completa.

5. – De todas as Gêneses antigas, a que mais se aproxima  dos  dados  científicos modernos, malgrado os erros que ela encerra, e que hoje são demonstrados até à evidência, é, incontestavelmente, a de Moisés. Alguns dos seus erros são mais aparentes do que reais, e provêm seja da falsa interpretação de certas palavras, cujo significado primitivo se perdeu, passando de idioma em idioma pela tradução, ou cuja acepção mudou com os costumes dos povos,  seja  pela forma alegórica particular ao estilo oriental, e das quais tomou-se a letra, em lugar de procurar-lhe o espírito.

6. – A Bíblia contêm, evidentemente, fatos que a razão, desenvolvida pela ciência, não poderia hoje aceitar, e outros que parecem estranhos e repugnam, porque se prendem a costumes que não são mais os nossos. Mas, ao lado disso, haveria parcialidade não reconhecendo que ela encerra grandes e belas coisas. A alegoria, nela, tem um lugar considerável, e, sob esse véu, esconde verdades sublimes, que aparecem se se procura o fundo do pensamento, porque, então, o absurdo desaparece.

Por que não foi levantado esse véu mais cedo? De uma parte, foi a falta de luzes que apenas a ciência e a filosofia podiam dar, e, por outro lado, o princípio de imutabilidade absoluta  da fé, resultado de um respeito muito cego pela letra, sob o qual a razão deveria se inclinar, e, por conseqüência, o medo de comprometer os fundamentos de crenças estabelecidas  sob o sentido literal. Estas crenças, partindo de um ponto primitivo, houve o receio de que, se o primeiro anel da cadeia viesse a se romper, todas as malhas da  rede acabariam por se separar; por isso, fecharam-se os olhos mesmo assim; mas, fechar os olhos sobre o perigo não é evitá-lo. Quando um edifício cede, não é mais prudente substituir, imediatamente, as pedras más por boas, antes de esperar, por respeito à antigüidade do edifício, que o mal se torne sem remédio, e que seja preciso reconstruí-lo de alto a baixo?

7. – A ciência, levando as suas investigações até as entranhas da Terra e a profundeza dos céus, tem demonstrado, pois, de maneira irrecusável, os erros da Gênese mosaica, presa à letra, e a impossibilidade material de que