A GÊNESE - CAPÍTULO QUINTO 1731

CAPÍTULO V

SISTEMAS DO MUNDO ANTIGO E MODERNO

1. – A idéia primeira que os homens fizeram da Terra, do movimento dos astros e da constituição do Universo, deve ter sido, em sua origem, unicamente, baseada no testemunho dos sentidos. Na ignorância das mais   elementares leis, da física e  das  forças  da   Natureza,   não  tendo  senão  a  sua  visão  limitada  como   meio de observação,   não  podiam  julgar  senão  pelas aparências.

Vendo o Sol aparecer, pela manhã, em um lado do horizonte, e desaparecer, à tarde, do lado oposto, disso concluíram, naturalmente, que ele girava em torno da Terra, ao passo que esta ficava imóvel. Se se tivesse dito, então, aos homens, que ocorre ao contrário, eles teriam respondido que isso não poderia ser, porque, teriam dito: vemos o Sol mudar de lugar, e não sentimos a Terra mover-se.

2. – A  pouca  extensão  das  viagens que, raramente, ultrapassavam   os limites da tribo ou do vale, não podia permitir a constatação da esfericidade da Terra. Aliás como supor que a Terra pudesse ser uma bola? Os homens não teriam podido se manter senão sobre o ponto mais alto, e, supondo-a habitada em toda a sua superfície, como teriam podido  viver  no  hemisfério  oposto,  com  a cabeça para baixo e os pés para cima? A coisa teria parecido ainda menos possível com um movimento de rotação. Quando se vê, ainda, em nossos dias, quando se conhece a lei da gravitação, pessoas, relativamente esclarecidas, que não compreendem esse fenômeno, não deve espantar que os homens dos primeiros tempos não a tenham mesmo suposto.

A Terra era, pois, para eles, uma superfície chata, circu-