A GÊNESE - CAPÍTULO SEXTO 1745

deráveis, ou que esteja revestida dos caracteres e das propriedades comuns da matéria, não há, em todo o Universo, senão uma única substância primitiva: o cosmos ou matéria cósmica dos uranógrafos.

AS LEIS E AS FORÇAS

8. – Se um desses desconhecidos, que consomem a sua existência efêmera no fundo das regiões tenebrosas do Oceano; se um desses poligástricos, uma dessas nereidas, – miseráveis animálculos que não conhecem da Natureza senão os peixes ictiófagos e as florestas submarinas, – recebesse, de repente, o dom da inteligência, a faculdade de estudar o seu mundo, e de estabelecer, sobre as suas apreciações, um raciocínio conjectural extensivo à universalidade das coisas, que idéia se formaria da natureza vivente, que se desenvolve em seu meio, e do mundo terrestre que não pertence ao campo das suas observações?

Se, agora, por um efeito maravilhoso do seu novo poder, esse mesmo ser, chegasse a se elevar acima das suas trevas eternas, à superfície do mar, não longe de costas opulentas, de uma ilha de vegetação esplêndida, ao Sol fecundo, dispensador de um benfazejo calor, que julgamento faria, então, sobre as suas teorias antecipadas da criação universal, teoria que se apagaria logo diante de uma apreciação mais ampla, mas ainda relativamente tão incompleta como a primeira? Tal é, ó homens! a imagem da vossa ciência toda especulativa (1).

9. – Então, pois, quando venho tratar, aqui, a questão das leis e das forças que regem o Universo, eu que não sou, como vós, senão um ser relativamente ignorante, em comparação com a ciência real, malgrado a aparente superioridade que me dá, sobre os meus irmãos da Terra,


(1) Tal é, também, a situação dos negadores do mundo dos Espíritos, quando, depois de se despojarem do seu envoltório carnal, os horizontes desse mundo se expõem aos seus olhos. Compreendem, então, o vazio das teorias pelas quais pretendiam tudo explicar unicamente com a matéria. Entretanto, esses horizontes têm, para eles, mistérios que não se revelam senão sucessivamente, à medida que se elevam pela depuração. Mas, desde os seus primeiros passos, nesse mundo novo, são forçados a reconhecerem a sua cegueira e o quanto estavam longe da verdade.