A GÊNESE - CAPÍTULO SEXTO 1756

todas as suas partes, de moléculas homogêneas, provavelmente já num certo grau de condensação, e pôde, desse modo, continuar o seu movimento de rotação no mesmo sentido e num tempo quase igual ao que anima o planeta. Se um dos pontos desse anel tivesse sido mais denso do que um outro, uma ou várias aglomerações de substâncias ter-se-iam subitamente operado, e Saturno teria contado vários satélites a mais. Desde o tempo da sua formação, esse anel é solidificado assim como os outros corpos planetários.

OS COMETAS

28. – Astros errantes, mais ainda do que os planetas que conservaram a denominação etimológica, os cometas serão os guias que nos ajudarão a transpor os limites do sistema ao qual pertence a Terra, para nos transportar às regiões longínquas da extensão sideral.

Mas antes de explorar, com a ajuda desses viajores do Universo, os domínios celestes, seria bom fazer conhecer, tanto quanto seja possível, a sua natureza intrínseca e o seu papel na economia planetária.

29. – Foram vistos, freqüentemente, nesses astros, cabelames de mundos nascentes, elaborando em seu caos primitivo  as condições de vida e de existência que são dadas como herança às terras habitadas; outros imaginaram que esses corpos extraordinários eram mundos em estado de destruição, e a sua aparência singular foi, para muitos, o assunto  de apreciações errôneas sobre a sua natureza: de tal sorte que não houve, até na astrologia judiciária, quem neles não haja feito presságios de infelicidades enviadas, pelos decretos  providenciais,  à Terra espantada e tremente.

30. – A lei de variedade é aplicada com tão grande profusão nos trabalhos da Natureza, que se pergunta como os naturalistas, astrônomos ou filósofos, ergueram tantos sistemas para assimilar os cometas aos astros planetários, e por não verem, neles, senão astros em grau mais ou menos grande de desenvolvimento ou de caducidade. Os quadros da Natureza deveriam amplamente bastar, no entanto, para distanciar do observador o cuidado de procurar relações