O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. VI - VIDA ESPÍRITA 178

tecimentos que o aguardam. Os detalhes dos acontecimentos nascem das circunstâncias e da força das coisas. Somente são previstos os grandes acontecimentos que influem no seu destino. Se tomas um caminho cheio de sulcos profundos, sabes que deves tomar grandes precauções para não caíres, e não sabes em qual deles cairás; pode ser, também, que não caias se fores bastante prudente. Se, passando por uma rua, uma telha te cair na cabeça, não creias que estava escrito, como vulgarmente se diz.

260 – Como o Espírito pode querer nascer no meio de pessoas de má vida?

– É necessário que ele seja colocado num meio onde possa suportar a prova que pediu. Pois bem! É preciso que haja analogia nas situações. Para lutar contra o instinto do roubo é preciso que se encontre entre pessoas dadas à prática de roubar.

– Se não houvesse pessoas de má vida sobre a Terra, o Espírito não poderia, pois, aí encontrar meio adequado a certas provas?

– Precisar-se-ia lamentar isso? É o que ocorre nos mundos superiores onde o mal não tem acesso, visto que são habitados por Espíritos bons. Fazei que, em breve, o mesmo ocorra sobre a Terra.

261 – O Espírito, nas provas que deve suportar para chegar à perfeição, deve experimentar todos os gêneros de tentações? Deve passar por todas as circunstâncias que podem excitar seu orgulho, inveja, avareza, sensualidade, etc.?

– Certamente que não, pois sabeis que há Espíritos que, desde o começo, tomam um caminho que os isenta de muitas provas; mas aquele que se deixa arrastar para o mau caminho, corre todos os perigos desse caminho. Um Espírito, por exemplo, pode pedir a riqueza e esta ser-lhe concedida; então, conforme seu caráter, ele poderá tornar-se avaro ou pródigo, egoísta ou generoso, ou se entregará a todos os prazeres da sensualidade. Mas isso não quer dizer que deva passar forçosamente por todas essa tendências.

262 – Como pode o Espírito, que em sua origem é simples, ignorante e sem experiência, escolher uma existência com conhecimento de causa e ser responsável por essa escolha?