A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-PRIMEIRO 1852

É igualmente com o objetivo de fazer avançar a Humanidade, num sentido determinado, que os Espíritos superiores, sem terem as qualidades do Cristo, se encarnam de   tempos  em  tempos sobre a   Terra, para  nela  cumprirem missões especiais que aproveitam, ao mesmo tempo, ao seu adiantamento pessoal, se as cumprem segundo os objetivos do Criador.

46. – Sem   a  reencarnação, a missão do Cristo não teria sentido, assim como a promessa feita por Deus. Suponhamos, com efeito, que a alma de cada homem seja criada no nascimento de seu corpo, e que ela não faça senão aparecer e desaparecer de sobre a Terra, não há nenhuma relação  entre  aquelas que  vieram depois de Adão até  Jesus Cristo, nem entre aquelas que vieram depois;   são todas estranhas umas às outras. A promessa de um Salvador, feita por Deus,  não  poderia  se   aplicar aos descendentes  de   Adão, se as suas almas não estavam ainda criadas. Para   que a missão do Cristo pudesse se ligar às palavras de Deus, seria necessário que elas pudessem se aplicar às mesmas almas. Se essas almas são novas, elas não podem estar maculadas pela falta do primeiro pai, que não é senão o pai carnal, e não o pai espiritual; de outro modo Deus teria criado almas manchadas por uma falta que não  poderia  descorar sobre elas, uma vez que não existiam. A doutrina vulgar do pecado original implica, pois, a necessidade de uma relação entre as almas do tempo do Cristo e as do tempo de Adão, e, por conseguinte, a reencarnação.

Dizei  que  todas  essas almas faziam parte da colônia de Espíritos  exilados  sobre  a  Terra no tempo de Adão, e que   estavam manchadas por vícios que as fizeram excluir de  um mundo melhor, e  tereis  a  única  interpretação racional   do  pecado original,  pecado  próprio  a   cada  indivíduo, e   não o  resultado  da  responsabilidade  da  falta de um outro  que  nunca  conheceu; dizei que essas almas, ou Espíritos,  renascem diversas vezes sobre a Terra, na vida corpórea para progredirem e se depurarem; que o Cristo veio esclarecer essas mesmas almas, não só por suas vidas passadas, mas para suas vidas ulteriores, e somente então dareis  à  sua  missão  um  objetivo  real e sério, aceitável pela razão.

47. – Um exemplo familiar, evidente pela sua analo-