A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-QUARTO 1904

existe para ela. O mundo espiritual é, pois, iluminado pela luz espiritual, que tem seus efeitos próprios, como o mundo material é iluminado pela luz solar.

25. – A alma, envolvida pelo seu perispírito, carrega assim nela seu princípio luminoso; penetrando a matéria, em virtude de sua essência etérea, não há corpos opacos para a sua visão.

Entretanto, a visão espiritual não tem nem a mesma extensão, nem a mesma penetração em todos os Espíritos; só os  puros  Espíritos  a   possuem   em   todo  o seu poder; nos Espíritos inferiores, ela é enfraquecida pela grosseria relativa do   perispírito, que se   interpõe  como uma espécie de névoa.

Ela se manifesta em diferentes graus nos Espíritos encarnados  pelo fenômeno da segunda vista, seja no sonambulismo natural ou magnético, seja no estado de vigília. Segundo o grau de poder da faculdade, diz-se que a lucidez é mais ou menos grande. É com a ajuda desta faculdade que certas  pessoas  vêem o interior do organismo e descrevem a causa das doenças.

26. – A visão espiritual dá, pois, percepções especiais que, não tendo por sede os órgãos materiais, se operam em condições diferentes da visão corpórea. Por esta razão, não se podem esperar efeitos idênticos e experimentar pelos mesmos procedimentos. Cumprindo-se fora do organismo, ela tem uma mobilidade que frustra todas as previsões. É necessário estudá-la em seus efeitos e em suas causas, e não por assimilação com a visão comum, que ela não está destinada a suprir, salvo casos excepcionais e que não se poderiam tomar por regra.

27. – A visão espiritual é necessariamente incompleta e imperfeita entre os Espíritos encarnados, e, por conseqüência, sujeita a aberrações. Tendo a sua sede na própria alma, o estado da alma deve influir sobre as percepções que ela dá. Segundo o grau de seu desenvolvimento, as circunstâncias e o estado moral do indivíduo, ela pode dar, seja no sono, seja no estado de vigília: 1º a percepção de certos fatos materiais reais, como o conhecimento de acontecimentos que se passam ao longe, os detalhes descritivos de uma localidade, as causas de uma doença, e os remédios convenientes; 2º a percepção de coisas igual-