A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-QUARTO 1910

e penetrante   ao  mesmo tempo, não tem a nitidez do olhar pelos   olhos  da  carne; a sua linguagem breve e quase sempre sentenciosa, nada tem do brilho e da volubilidade da  linguagem  humana;  sua  aproximação  faz sentir uma sensação particular indefinível de surpresa que inspira uma espécie de  medo, e, tomados  como  indivíduos  semelhantes a todos os outros, se diz involuntariamente: Eis um ser singular (1).

37. – Sendo o perispírito o mesmo nos encarnados e nos  desencarnados,  por   um efeito completamente idêntico, um Espírito encarnado pode aparecer, em um momento de liberdade, sobre um outro ponto além daquele onde seu corpo  repousa, sob seus traços habituais e com todos os sinais de sua identidade. Este fenômeno, do qual se têm exemplos autênticos, foi que deu lugar à crença nos homens duplos (2).

38. – Um efeito particular desta espécie de fenômenos, é que as aparições vaporosas, e mesmo tangíveis, não são perceptíveis indistintamente por toda a gente; os Espíritos não se mostram senão quando querem, e a quem querem. Um Espírito poderia, pois, aparecer numa assembléia a um ou a vários assistentes, e não ser visto pelos outros. Isto vem de que estas espécies de percepções se efetuam pela visão espiritual, e não pela visão carnal; não somente a visão espiritual não é dada a todas as pessoas, mas pode, se for necessário, ser retirada, pela vontade do Espírito, daquele a quem não se quer mostrar, como pode dá-la momentaneamente, se o julga necessário.

A condensação do fluido perispiritual nas aparições, mesmo até a tangibilidade, não tem, pois, as propriedades da matéria comum: sem isso, as aparições, sendo perceptíveis


(1) Exemplos de aparições vaporosas ou tangíveis e de agêneres: Revista Espírita, janeiro 1858, página 24; – outubro 1858, página 291; – fevereiro 1859, página 38; – março 1859, página 80; – janeiro de 1859, página 11; – novembro 1859, página 303; – agosto 1859, página 210; – abril 1860, página 117; – maio 1860, página 150; – julho 1861, página 199; – abril 1866, página 120; – O lavrador Martim, apresentado a Louis XVIII, detalhes completos; dezembro 1866, p. 353.

(2) Exemplos de aparições de pessoas vivas: Revista Espírita, dezembro 1858, páginas 329 e 331; – fevereiro 1859, página 41; – agosto 1859, página 197; – novembro 1860, página 356.