A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-QUINTO 1927

Em seguida, ele o mandou para a sua casa, e lhe disse: Ide para a vossa casa; e se entrardes na povoação, não digais a ninguém o que vos ocorreu. (São Marcos, cap. VIII, v. de 22 a 26).

13. – Aqui, o efeito magnético está evidente; a cura não foi instantânea, mas gradual e em conseqüência de uma ação firme e reiterada, embora mais rápida do que na magnetização comum. A primeira sensação deste homem foi bem aquela que sentem os cegos em recobrando a luz; por um efeito de óptica, os objetos parecem de um tamanho desmesurado.

PARALÍTICO.

14. – Jesus, tendo subido num barco, tornou a atravessar o lago e veio para a cidade (Cafarnaum). – E como se lhe apresentassem um paralítico, deitado sobre um leito, Jesus, vendo a   sua fé, disse a esse paralítico: Meu filho, tende confiança, os vossos pecados estão perdoados.

Imediatamente, alguns dos escribas disseram para si mesmos: Este homem blasfema. – Mas Jesus, tendo conhecido o que pensavam, lhes disse: Por que tendes maus pensamentos em vossos corações? – Porque o que é mais fácil dizer: Os vossos pecados estão perdoados, ou dizer: Levantai-vos e andai? – Ora, a fim de que saibais que o Filho do homem tem sobre a Terra o poder de perdoar os pecados: Levantai-vos, disse então ao paralítico; carregai o vosso leito, e com ele ide para a vossa casa.

O paralítico se levantou imediatamente e se foi para a sua casa. – E o povo, vendo o milagre, se encheu de medo e rendeu glória a Deus por ter dado um tal poder aos homens. (São Mateus, cap. IX, v. de 1 a 8).

15. – O que poderiam significar estas palavras: "Os vossos pecados estão perdoados" e em que poderiam servir para a cura? O Espiritismo disto dá a chave, como de uma infinidade de outras palavras incompreendidas até este dia; ele nos ensina, pela lei da pluralidade das existências, que os males e as aflições da vida são, freqüentemente, expiações do passado, e que sofremos, na vida presente, as conseqüências  das  faltas que cometemos numa existência