A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-SÉTIMO 1986

UM SÓ REBANHO E UM SÓ PASTOR

31. – Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; é necessário também que eu as conduza; elas escutarão a minha voz, e não haverá senão um rebanho e um pastor. (São João, cap. X, v. 16).

32. – Por estas palavras, Jesus anuncia claramente que, um dia, os homens se reunirão numa crença única; mas como essa unificação poderia se fazer? A coisa parece difícil, se se consideram as diferenças que existem entre as religiões, o antagonismo que elas mantêm entre os seus adeptos respectivos, a sua obstinação em se crerem na posse exclusiva da verdade. Todas querem muito a unidade, mas todas se iludem de que ela se fará em seu proveito, e nenhuma entende fazer concessão em suas crenças.

Entretanto, a unidade se fará em religião como tende a se fazer socialmente, politicamente, comercialmente, pelo rebaixamento das barreiras que separam os povos, pela assimilação dos costumes, dos usos, da linguagem; os povos do mundo inteiro já se confraternizam, como os das províncias de um mesmo império; pressente-se esta unidade, ela é desejada. E se fará pela força das coisas, porque ela se tornará uma necessidade para estreitar os laços de fraternidade entre as nações; ela se fará pelo desenvolvimento da razão humana, que fará compreender a puerilidade dessas dissidências; pelos progressos das ciências que demonstram, cada dia, os erros materiais sobre os quais elas se apóiam, e destaca pouco a pouco as pedras de seus assentamentos. Se a ciência demole, nas religiões, o que é a obra dos homens e o fruto de sua ignorância das leis da Natureza, ela não pode destruir, apesar da opinião de alguns, o que é a obra de Deus e a eterna verdade; desobstruindo os acessórios, ela prepara os caminhos da unidade.

Para chegarem à unidade, as religiões deverão se reencontrar sobre um terreno neutro, entretanto, comum a todas; por isso, todas terão que fazer concessões e sacrifícios mais ou menos grandes, segundo a multiplicidade de seus dogmas particulares. Mas, em virtude do princípio de imutabilidade que todas professam, a iniciativa das concessões não poderia vir do campo oficial; em lugar de tomar o seu ponto de partida de cima, o tomarão de baixo pela