A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-SÉTIMO 1995

midos; e verão o Filho do homem, que virá sobre as nuvens do céu com uma grande majestade.

E ele enviará seus anjos, que farão ouvir a voz estridente de suas trombetas, e que os reunirão os seus eleitos dos quatro cantos do mundo, desde uma extremidade do céu até a outra.

Aprendei uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos já estão tenros, e que brotam as folhas, sabeis que o verão está próximo. – Do mesmo modo, quando virdes todas essas coisas, sabei que o Filho do homem está próximo, e que está como que à porta.

Eu vos digo, em verdade, que esta raça não passará enquanto todas essas coisas não estiverem cumpridas. (São Mateus, cap. XXIV, v. de 19 a 34).

E ocorrerá, no advento do Filho do homem, o que ocorreu no tempo de Moisés, – porque, como nos últimos tempos antes do dilúvio, os homens comiam e bebiam, se casavam e casavam seus filhos, até o dia que Noé entrou na arca; – e que não conheceram no momento do dilúvio senão quando ele sobreveio e carregou todo o mundo, e será o mesmo no advento do Filho do homem. (São Mateus, cap. XXIV, v. 37, 38).

51. – Quanto àquele dia ou àquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos que estão nos céus, nem o Filho, mas somente o Pai. (São Marcos, cap. XIII, v. 32).

52. – Em verdade, em verdade, vos digo, chorareis e gemereis, e o mundo se alegrará; estareis na tristeza, mas a vossa tristeza mudar-se-á em alegria. – Uma mulher, quando dá à luz, está na dor, porque a sua hora chegou; mas depois que ela deu à luz a um filho, ela não se lembra mais de todos os seus males, mas a alegria que ela tem por ter colocado um homem no mundo. – Assim é que estais agora na tristeza; mas eu vos verei de novo, e o vosso coração se alegrará, e ninguém arrebatará a vossa alegria. (São João, cap. XVI, v. 20, 21, 22).

53. – E se levantarão falsos profetas que seduzirão a muitas pessoas; e porque multiplicará a iniqüidade, a caridade de muitos esfriará; – Mas aquele que perseverar até o fim será salvo. – E este Evangelho do reino será prega-