A GÊNESE - CAPÍTULO DÉCIMO-OITAVO 2004

ela mesma, é eterna e constante, e que o seu pensamento anima todas as coisas sem interrupção; o seu pensamento, que tudo penetra, é a força inteligente e permanente que mantém tudo na harmonia; que esse pensamento cesse um só instante de agir, e o Universo seria como um relógio sem pêndulo regulador. Deus vela, pois, incessantemente pela execução de suas leis, e os Espíritos que povoam o espaço são os seus ministros encarregados dos detalhes, segundo as atribuições correspondentes ao seu grau de adiantamento.

4. – O Universo é, ao mesmo tempo, um mecanismo incomensurável conduzido por um número não menos incomensurável de inteligências, um imenso governo onde cada ser inteligente tem a sua parte de ação sob o olhar do soberano Senhor, cuja vontade única mantém, por toda a parte, a unidade. Sob o império desse vasto poder regulador tudo se move, tudo funciona numa ordem perfeita; o que nos parecem perturbações são os movimentos parciais ou isolados, que não nos parecem irregulares senão porque a nossa visão é circunscrita. Se pudéssemos abarcar-lhe o conjunto, veríamos que essas irregularidades não são senão aparentes e que elas se harmonizam no todo.

5. – A Humanidade cumpriu, até este dia, incontáveis progressos; os homens pela sua inteligência chegaram a resultados que não atingiram jamais em relação às ciências, às artes e ao bem-estar material; resta-lhes ainda um imenso progresso a realizar: é o de fazer reinar entre eles a caridade, a fraternidade e a solidariedade, para assegurar o bem-estar moral. Eles não o poderiam nem com as suas crenças, nem com as suas instituições antiquadas, restos de uma outra época, boas para uma certa época, suficientes para um estado transitório, mas que tendo dado o que elas comportavam, seriam um ponto de atraso hoje. Não é somente o desenvolvimento da inteligência que é preciso aos homens, é a elevação do sentimento, e para isso é necessário destruir tudo o que poderia superexcitar, neles, o egoísmo e o orgulho.

Tal é o período em que vão entrar doravante, e que marcará uma das fases principais da Humanidade. Essa fase que se elabora neste momento é o complemento necessário do estado precedente, como a idade viril é o complemento da juventude; ela podia, pois, ser prevista e predita antes, e é por isso que se diz que os tempos marcados por Deus são chegados.