O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. VIII - EMANCIPAÇÃO DA ALMA 218

CAPÍTULO VIII

EMANCIPAÇÃO DA ALMA

1. O sono e os sonhos. – 2. Visitas espíritas entre pessoas vivas. – 3. Transmissão oculta do pensamento. –

4. Letargia, catalepsia e mortes aparentes. – 5. Sonambulismo. – 6. Êxtase – 7. Segunda  vista. – 8. Resumo teórico do

sonambulismo, do êxtase e da segunda vista.

O SONO E OS SONHOS.

400 – O Espírito encarnado permanece voluntariamente em seu envoltório corporal?

– É como se perguntasses se o prisioneiro se alegra com a prisão. O Espírito encarnado aspira sem cessar à sua libertação, e quanto mais o envoltório é grosseiro, mais deseja estar dele desembaraçado.

401 – Durante o sono, a alma repousa como o corpo?

– Não, o Espírito jamais está inativo. Durante o sono, os laços que o unem ao corpo se relaxam, e o corpo não necessita do Espírito. Então ele percorre o espaço e entra em relação mais direta com os outros Espíritos.

402 – Como podemos apreciar a liberdade do Espírito durante o sono?

– Pelos sonhos. Crede, enquanto o corpo repousa, o Espírito dispõe de mais faculdades do que na vigília. Tem o conhecimento do passado e, algumas vezes, previsão do futuro. Adquire maior energia e pode entrar em comunicação com os outros Espíritos, seja neste mundo, seja em outro. Muitas vezes, dizes: Tive um sonho bizarro, um sonho horrível, mas que não tem nada de verossímil; enganas-te, é freqüentemente uma lembrança dos lugares e das coisas que viste e verás em uma outra existência ou em um outro momento. Estando o corpo entorpecido, o Espírito esforça-se