O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO II - CAP. VIII - EMANCIPAÇÃO DA ALMA 233

na presença de um perigo, nos dá o meio de conjurá-lo. Todas as seitas e partidos perseguidos nos oferecem numerosos exemplos.

453 – As pessoas dotadas da segunda vista têm dela sempre consciência?

– Nem sempre; é para elas uma coisa muito natural e muitos crêem que se todo mundo se observasse, cada um deveria ser a mesma coisa.

454   –   Poder-se-ia atribuir a uma espécie de segunda vista a  perspicácia  de  certas pessoas que, sem nada terem de extraordinário, julgam as coisas com mais precisão que outras?

– É sempre a alma que irradia mais livremente e que julga melhor que sob o véu da matéria.

–  Essa faculdade, em certos casos, pode dar a presciência das coisas?

– Sim; dá também os pressentimentos, porque existem vários graus nessa faculdade, e a mesma pessoa pode ter todos os graus, ou apenas alguns.

RESUMO TEÓRICO DO SONAMBULISMO, DO ÊXTASE

E DA SEGUNDA VISTA.

455 – Os fenômenos do sonambulismo natural se produzem espontaneamente e são independentes de toda causa exterior conhecida. Todavia, em certas pessoas dotadas de uma organização especial, eles podem ser provocados artificialmente pela ação de um agente magnético.

O estado designado sob o nome de sonambulismo magnético não difere do sonambulismo natural senão porque um é provocado, enquanto o outro é espontâneo.

O sonambulismo natural é um fato notório que ninguém sonha pôr em dúvida, malgrado a maravilha dos fenômenos que apresenta. Que tem, pois, de mais extraordinário, ou de mais irracional, o sonambulismo magnético por ser produzido artificialmente como tantas outras coisas? Os charlatães, diz-se, o têm explorado; razão a mais para não deixá-lo em suas mãos. Quando a ciência tiver se apropriado dele, o charlatanismo terá bem menos crédito sobre as massas. Todavia, até lá, como o sonambulismo natural ou artificial é um fato, e contra um fato não existe raciocínio possível, ele se propaga,  mal-