OBRAS PÓSTUMAS - SEGUNDA PARTE 2358

tar, me isentando de uma multidão de ocupações e de preocupações materiais, me deixariam o lazer necessário para ativar os trabalhos que me restam a fazer, e aos quais o estado atual das coisas não me permite entregar-me, tão assiduamente quanto o seria preciso, o tempo material me faltando, e as forças físicas para isso não podendo bastar.

Se jamais me tivesse reservado cumprir esse projeto, na execução do qual seria necessário levar a mesma prudência que para o passado, é indubitável que alguns anos bastariam para fazer a Doutrina avançar de alguns séculos.


A constituição do Espiritismo foi inserida por Allan Kardec na Revista de dezembro de 1868, mas sem os comentários que lhe ajuntara antes de morrer, e que reproduzimos textualmente; a morte corpórea deteve-o quando se preparava para traçar os Princípios fundamentais da Doutrina Espírita reconhecidos como verdades adquiridas, o que os nossos leitores lamentarão conosco, porque teriam completado sua constituição com a ajuda de resumos lógicos e judiciosos; foi o único manuscrito do Mestre, e o lemos com respeito.

CONSTITUIÇÃO DO ESPIRITISMO.

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS.

I

CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES.

O Espiritismo teve, como todas as coisas, seu o período de criação, e até que todas as questões, principais e acessórias que a ele se ligam, tenham sido resolvidas, ele não pôde dar senão resultados incompletos; pôde-se entrever-lhe o objetivo: pressentir-lhe as