O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO III - CAP. II - SACRIFÍCIOS 304

SACRIFÍCIOS

669 – O uso de sacrifícios humanos remonta à mais alta antiguidade. Como o homem pôde ser levado a crer que semelhantes coisas pudessem ser agradáveis a Deus?

Primeiro, porque eles não compreendiam Deus como sendo a fonte da bondade. Entre os povos primitivos, a matéria vence sobre o espírito; eles se abandonam aos  instintos da brutalidade e é por isso que são, geralmente, cruéis, porque o senso moral não está ainda desenvolvido entre eles. Depois, os homens primitivos deviam crer naturalmente que uma critura animada tinha muito mais valor aos olhos de Deus que um corpo material. Foi isso que os levou a imolar primeiro os animais, e mais tarde os homens, visto que, segundo suas crenças falsas, eles pensavam que o valor do sacrifício estava em relação com a importância da vítima. Na vida material, tal como a praticais geralmente, se ofereceis um presente a alguém, o escolheis sempre de um valor tanto maior quanto quereis testemunhar mais amizade e consideração à pessoa. Devia ocorrer o mesmo com os homens ignorantes, em relação a Deus.

– Assim os sacrifícios de animais precederam os sacrifícios humanos?

– Não há dúvida quanto a isso.

– Segundo essa explicação, os sacrifícios humanos não se originaram de um sentimento de crueldade?

–  Não, mas de uma idéia falsa de ser agradável a Deus. Vede Abrãao. Depois, os homens abusaram imolando  seus inimigos, mesmo seus inimigos particulares. De resto, Deus não exigiu jamais sacrfícios, não mais de animais que de homens; ele não pode ser honrado pela destruição inútil de sua própria criatura.

670 – Os sacrifícios humanos feitos com uma intenção piedosa foram, alguma vez, agradáveis a Deus?

– Não, jamais; mas Deus julga a intenção. Os homens, sendo ignorantes, poderiam crer que faziam um ato louvável imolando um de seus semelhantes. Nesse caso, a Deus não interessava senão o pensamento, e não o fato. Melhorando-se, os homems deviam reconhecer seus erros e reprovar esses sacrifícios que não deviam mais entrar na idéia de espíritos esclarecidos; eu digo esclarecidos porque os Es-