O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO IV - CAP. II - PENAS E GOZOS FUTUROS 418

que agravam sua posição e prolongam seu estado de inferioridade, fazendo o mal como Espíritos, desviando os homens do bom caminho?

– São aqueles cujo arrependimento é tardio, que agem assim. O Espírito que se arrepende pode, em seguida, deixar-se arrastar de novo no caminho do mal por outros Espíritos ainda mais atrasados. (971).

997 – Vêem-se Espíritos de uma inferioridade notória acessíveis aos bons sentimentos e tocados pelas preces que se fazem por eles. Como se dá que outros Espíritos, que se deveria crer mais esclarecidos, mostrem um endurecimento e um cinismo dos quais nada pode triunfar?

– A prece não tem efeito senão em favor do Espírito que se arrepende. Aquele que, possuído pelo orgulho, se revolta contra Deus e persiste no seu descaminho, exagerando-o ainda, como o fazem os Espíritos infelizes, sobre eles a prece nada pode e não poderá nada, senão no dia em que uma luz de arrependimento se manifeste neles. (664).

Não se deve perder de vista que o Espírito, depois da morte do corpo, não se transforma subitamente; se sua vida foi repreensível, é porque ele era imperfeito. Ora, a morte não o torna imediatamente perfeito; ele pode persistir em seus erros, em suas falsas opiniões, em seus preconceitos, até que seja esclarecido pelo estudo, pela reflexão e pelo sofrimento.

998 – A expiação se cumpre no estado corporal ou no estado de Espírito?

– A expiação se cumpre durante a existência corporal pelas provas às quais o Espírito está submetido, e na vida espiritual, pelos sofrimentos morais ligados ao estado de inferioridade do Espírito.

999 – O arrependimento sincero durante a vida basta para apagar as faltas e fazer encontrar graça diante de Deus?

– O arrependimento ajuda o progresso do Espírito, mas o passado deve ser expiado.

– Se, de acordo com isso, um criminoso dissesse que,

visto dever, em todo caso, expiar seu passado, não tem necessidade de arrependimento, em que resultaria isso para ele?

– Se ele se endurece no pensamento do mal, sua expiação será mais longa e mais penosa.