O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO IV - CAP. II - PENAS E GOZOS FUTUROS 426

escolas que esses assustadores quadros alegóricos são ainda dados como verdades positivas, por alguns homens mais zelosos que esclarecidos, e isso erradamente, porque essas imaginações jovens, uma vez saídas do seu terror, poderão aumentar o número dos incrédulos. A teologia reconhece hoje que a palavra fogo é empregada figuradamente, e deve se entender como um fogo moral. (974).

Os que seguiram como nós as peripécias da vida e dos sofrimentos de além-túmulo, nas comunicações espíritas, puderam se convencer que, por não ter nada de material, elas não são menos pungentes. Com relação mesmo à sua duração, certos teólogos começam a admitir no sentido restrito indicado acima e pensam que, com efeito, a palavra eterno pode se entender como as penas em si mesmas, como conseqüência de uma lei imutável, e não sua aplicação a cada indivíduo. No dia em que a religião admitir essa interpretação, assim como algumas outras que são a conseqüência do progresso das luzes, ela reunirá as ovelhas desgarradas.

RESSURREIÇÃO DA CARNE.

1010 – O dogma da ressurreição da carne é a consagração da reencarnação ensinada pelos Espíritos?

– Como quereis que o seja de outro modo? Essas palavras, como tantas outras, não parecem insensatas aos olhos de certas pessoas , senão porque as tomam ao pé da letra. Por isso, conduzem à incredulidade. Mas dai-lhes uma interpretação lógica, e aqueles que chamais livres pensadores as admitirão sem dificuldade, precisamente porque eles refletem; porque não vos enganeis, esses livres pensadores não desejam mais do que crer. Eles têm, como os outros, talvez mais que os outros, sede do futuro, mas não podem admitir o que é contestado pela ciência. A doutrina da pluralidade das existências está conforme a justiça de Deus. Só ela pode explicar o que, sem ela, é inexplicável. Como quereríeis que o princípio não estivesse na própria religião?

– Assim a igreja, pelo dogma da ressurreição da carne, ensina ela mesma a doutrina da reencarnação?

– Isso é evidente. Essa doutrina, aliás, é a conseqüência de muitas coisas que passaram despercebidas e que não se tardará a compreender nesse sentido. Logo se reconhecerá que o Espiritismo ressalta a cada passo do próprio texto das Escrituras sagradas. Os Espíritos não vêm, pois, destruir a religião, como alguns  o pretendem  mas,  ao  contrário, vêm