O LIVRO DOS MÉDIUNS - PRIMEIRA PARTE - CAPÍTULO II 475

a  verdadeira ciência não o é com os abusos da ignorância, nem a verdadeira religião com os excessos do fanatismo. Muitos  críticos não julgam o Espiritismo senão sobre os contos de fadas e lendas populares que lhe são as ficções: seria como julgar a história nos romances históricos ou nas tragédias.

12. Em  lógica  elementar, para  se  discutir  uma  coisa, é  preciso  conhecê-la,  porque  a opinião de um  crítico não  tem   valor  senão  quando  fale com perfeito conhecimento de causa; só então sua opinião, ainda que errônea, pode  ser  levada  em  consideração;  mas  de  que  peso  é ela sobre  uma  matéria que não conheça? O verdadeiro crítico deve  provar não somente erudição,  mas  um  saber  profundo  no  que   concerne  ao  objeto  que  trate,  um  julgamento sadio,  e  de  uma  imparcialidade a  toda prova; de outro modo, qualquer  rabequista  poderia  se  arrogar  o  direito  de julgar   Rossini,  e um aprendiz de pintura o de censurar Rafael.

13. O Espiritismo não aceita, pois, todos os fatos reputados maravilhosos ou sobrenaturais; longe disso, demonstra a  impossibilidade de  um  grande  número  deles e o ridículo de certas crenças que constituem, propriamente falando, a superstição. É verdade que, no que ele admite, há coisas que, para os incrédulos, são puramente do maravilhoso, ou seja, da superstição; que seja, mas, ao menos, não discuti senão esses pontos, porque sobre os outros não há nada a dizer, e estareis procurando convencer quem já está convertido. Em atacando o que ele mesmo refuta,  provais  vossa  ignorância  da coisa, e vossos argumentos   se perdem.  Mas   onde   se  detém   a   crença do   Espiritismo,  dir-se-á?  Lede,  observai, e o sabereis. Toda  ciência   não  se adquire senão com tempo e estudo; ora, o Espiritismo, que toca nas mais graves questões da filosofia,  a todas as ramificações da ordem social, que abarca,  ao  mesmo  tempo,  o homem físico e o homem moral, é, ele próprio, toda uma ciência, toda uma filosofia que não  pode  ser apreendida em algumas horas, como todas as outras ciências; haveria tanta puerilidade em ver todo o Espiritismo em uma mesa girante, como em ver toda a física em certos jogos infantis. Para todo aquele que não quer se