O LIVRO DOS MÉDIUNS - SEGUNDA PARTE - CAPÍTULO V 542

MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS

Ruídos, barulhos e perturbações. – Lançamento de objetos – Fenômeno dos transportes.

82.Os  fenômenos dos quais acabamos de falar são provocados; mas ocorre algumas vezes que se dão espontaneamente, sem participação da vontade; longe disso, uma vez que, freqüentemente, tornam-se importunos. O que exclui, de outra parte, o pensamento de que podem ser um efeito da imaginação superexcitada pelas idéias espíritas, é que se produzem entre pessoas que delas jamais ouviram falar, e no momento em que menos o esperavam. Esses fenômenos, que se poderia chamar o Espiritismo prático natural, são muito importantes, visto que não podem ter suspeita de conivência; por isso, convidamos as pessoas que se ocupam com os fenômenos espíritas a registrarem todos os fatos desse gênero que vierem ao seu conhecimento, mas, sobretudo, a lhes constatarem, com cuidado, a realidade por um estudo minucioso das circunstâncias, a fim de se assegurarem não ser joguete de uma ilusão ou de uma mistificação.

83. De todas as manifestações espíritas, as mais simples e as mais freqüentes, são os ruídos e as pancadas; é  aqui,  sobretudo,  que é   necessário  temer a ilusão, porque  uma  multidão de causas  naturais  pode   produzi-los: o  vento   que  silva  ou que   agita um objeto, um corpo que se  desloca  por  si  mesmo sem  que se perceba,  um efeito