O LIVRO DOS MÉDIUNS - SEGUNDA PARTE - CAPÍTULO XIV 633

DOS MÉDIUNS

Médiuns de efeitos físicos – Pessoas elétricas. – Médiuns sensitivos ou impressionáveis. – Médiuns audientes. – Médiuns falantes. – Médiuns videntes. – Médiuns sonâmbulos. – Médiuns curadores. – Médiuns pneumatógrafos.

159. Toda pessoa que sente, em um grau qualquer, a influência dos Espíritos, por isso mesmo, é médium. Esta faculdade é inerente ao homem e, por conseqüência, não é privilégio exclusivo; também são poucos nos quais não se encontrem alguns rudimentos dela. Pode-se, pois, dizer que todo mundo é, mais ou menos, médium. Todavia, usualmente, esta qualificação não se aplica senão àqueles nos quais a faculdade medianímica está nitidamente caracterizada, e se traduz por efeitos patentes de uma certa intensidade, o que depende, pois, de um organismo mais ou menos sensível. De outra parte, deve-se anotar que esta faculdade não se revela em todos do mesmo modo; os médiuns têm, geralmente, uma aptidão para tal ou tal ordem de fenômenos, o que lhes resulta tantas variedades quantas sejam as espécies de manifestações. As principais são: os médiuns de efeitos físicos, os médiuns sensitivos ou impressionáveis, audientes, falantes, videntes, sonâmbulos, curadores, pneumatógrafos, escreventes ou psicógrafos.

1. MÉDIUNS DE EFEITOS FÍSICOS

160.Os  médiuns  de efeitos  físicos são mais especial-