O LIVRO DOS MÉDIUNS - SEGUNDA PARTE - CAPÍTULO XXVIII 829

Isso é tão racional que seria inútil insistir mais sobre esse ponto.

307. Os médiuns de efeitos físicos não estão na mesma categoria; seus efeitos, geralmente, são produzidos por Espíritos inferiores, menos escrupulosos. Não dizemos que esses Espíritos sejam, por isso, necessariamente maus: pode-se ser carregador e homem muito honesto; um médium dessa categoria, que quisesse explorar sua faculdade, poderia, pois, ter os que lhe assistissem sem muita repugnância; mas aí, ainda, se apresenta um outro inconveniente. O médium de efeitos físicos, mais do que o de comunicações inteligentes, não recebeu sua faculdade para seu prazer: foi-lhe dada com a condição de fazer bom uso dela e, se dela abusa, pode lhe ser retirada, ou então resultar em seu detrimento, porque, definitivamente, os Espíritos inferiores estão sob as ordens dos Espíritos superiores.

Os Espíritos inferiores gostam de mistificarem, mas não gostam de serem mistificados; se se prestam de boa vontade à brincadeira, às coisas de curiosidade, porque gostam de se divertirem, não gostam mais do que os outros se serem explorados, nem servirem de comparsas para melhorar a receita, e provam, a cada instante, que têm sua vontade e que agem quando e como bem lhes pareça, o que faz com que o médium de efeitos físicos esteja ainda menos seguro da regularidade das manifestações do que o médium escrevente. Pretender produzi-las a dias e horas fixadas, seria dar prova da mais profunda ignorância. Que fazer, então, para ganhar seu dinheiro? Simular os fenômenos; é o que pode ocorrer, não apenas com aqueles que deles fazem uma profissão declarada, mas também às pessoas aparentemente simples, que acham esse meio mais fácil e mais cômodo do que trabalhar. Se o Espírito não atende, eles o suprem: a imaginação é tão fecunda, quando se trata de ganhar dinheiro! Sendo o interesse um legítimo motivo de suspeição, dá direito a exame rigoroso do qual não poderia ofender-se sem justificar a suspeição. Mas quanto mais a suspeição é legítima neste caso, tanto mais ela é ofensiva em presença de pessoas distintas e desinteressadas.