O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - INTRODUÇÃO 915

nados aqui e ali, confundidos na massa de outras narrações, passam desapercebidos; torna-se, então, impossível compreender-lhe o conjunto, e fazê-lo objeto de leitura e de meditação em separado.

Foram feitos, é verdade, tratados de moral evangélica, mas a adaptação ao estilo literário moderno rouba-lhes a ingenuidade primitiva que lhes dá, ao mesmo tempo, o encanto e a autenticidade. Ocorre o mesmo com as máximas isoladas, reduzidas à sua mais simples expressão proverbial; não são mais, então, que aforismos que perdem uma parte do seu valor e do seu interesse, pela ausência dos acessórios e das circunstâncias nas quais foram dadas.

Para evitar esses inconvenientes, reunimos nesta obra os artigos que podem constituir, propriamente falando, um código de moral universal, sem distinção de culto. Nas citações, conservamos tudo o que era útil ao desenvolvimento do pensamento, não eliminando senão as coisas estranhas ao assunto. Por outro lado, respeitamos escrupulosamente a tradução original de Sacy, assim como a divisão por versículos. Mas em lugar de nos prender a uma ordem cronológica impossível e sem vantagem real em semelhante assunto, as máximas foram agrupadas e classificadas metodicamente segundo sua natureza, de maneira que elas se deduzam, tanto quanto possível, umas das outras. A chamada dos números de ordem dos capítulos e dos versículos permite recorrer à classificação vulgar, julgando-se oportuno.

Não haveria aí senão um trabalho material que, por si só, não teria sido senão de uma utilidade secundária; o essencial era pô-lo ao alcance de todos, pela explicação das passagens obscuras, e o desenvolvimento de todas as conseqüências, tendo em vista a aplicação às diferentes posições da vida. Foi o que tentamos fazer com a ajuda dos bons Espíritos que nos assistem.

Muitos pontos do Evangelho, da Bíblia e dos autores sagrados em geral, não são inteligíveis, muitos mesmo não parecem irracionais senão pela falta de uma chave para compreender-lhe o verdadeiro sentido; essa chave está inteiramente no Espiritismo, como já se convenceram aqueles que o estudaram seriamente, e como ainda o reconhecerão melhor mais tarde. O Espiritismo encontra-se por toda