O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAPÍTULO V 976

CAPÍTULO V

BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS

Justiça das aflições. – Causas atuais das aflições. – Causas anteriores das aflições. – Esquecimento do passado.– Motivos de resignação. – O suicídio e a loucura. – Instruções dos Espíritos: Bem e mal sofrer. – O mal e o remédio. – A felicidade não é deste mundo. – Perda de pessoas amadas. – Mortes prematuras. – Se fosse um homem de bem teria morrido. – Os tormentos voluntários. – A infelicidade real. – A melancolia. – Provas voluntárias. – O verdadeiro cilício. – Deve-se pôr termo às provas do próximo? – É permitido abreviar a vida de um doente que sofre sem esperança de cura? – Sacrifício da própria vida. – Proveito dos sofrimentos para outrem.

*

1. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os que sofrem perseguição pela justiça, porque o reino dos céus é para eles. (São Mateus, cap. V, v. 4, 6, e 10).

2. Vós sois bem-aventurados, vós que sois pobres, porque o reino dos céus é para vós. Vós sois bem-aventurados, vós que agora tendes fome, porque sereis saciados. Vós sois felizes, vós que agora chorais, porque rireis. (São Lucas, cap. VI, v. 20, 21).

Mas, ai de vós, ricos! porque tendes vossa consolação neste mundo. Ai de vós que estais saciados, porque tereis fome. Ai de vós que rides agora, porque sereis reduzidos ao pranto e às lágrimas. (São Lucas, cap. VI, v. 24 e 25).

JUSTIÇA DAS AFLIÇÕES

3. As compensações que Jesus promete aos aflitos da Terra não podem ocorrer senão na vida futura; sem a certeza